BLOG

Já ouviu falar em Channel Marketing? Descubra o que é e o que sua empresa deve fazer.

O Channel Marketing ou Marketing de Canal é o que uma empresa que possui o canal People Commerce faz para comunicar valor para, com e através da comunidade de lovers.


Uma coisa que sua empresa precisa saber: não é porque uma pessoa aceitou ser lover que ela vai levar o seu produto para outras pessoas pró-ativamente.


A ideia é usar o Channel MKT para estimular seus lovers. O importante aqui é entender que existem diferentes formas de fazê-lo:


• para o canal;

• com o canal;

• através do canal.


Vamos falar sobre os três formatos?


1. DA EMPRESA PARA O LOVER


Uma forma para fazer isto é criar treinamentos e conteúdos mais focados em capacitação.


Aqui vai uma dica:

a maior motivação para o seu lover recomendar seu produto, provavelmente, é a comissão que ele recebe por venda. Então tente materializar isto nos seus conteúdos, faça com que os lovers visualizem facilmente como poderão rentabilizar com cada promoção, lançamento ou produto.


Por exemplo:

ao lançar alguma novidade, faça uma campanha para esclarecer como o lover poderá se beneficiar da novidade. Se o novo produto permite venda recorrente ou aumenta o ticket médio ou até mesmo se seu lover poderá oferecer algum serviço atrelado ao produto.


Para acompanhar a efetividade destas ações, é importante se atentar ao número de lovers treinados ou atingidos.


(parênteses para falar como nossa plataforma ajuda a empresa a fazer o channel marketing para o lover: no app, é possível configurar uma vitrine, aquilo que será a página inicial do app. A empresa pode usar a vitrine para se comunicar com os lovers, podendo redirecionar o lover para vídeos e apresentações em pdf, por exemplo)


Outra forma de trabalhar o Channel MKT da empresa para o canal é gerando leads para os lovers. A ideia aqui é aproveitar todo o conhecimento que a empresa possui sobre a marca e os produtos para comunicar a mensagem com mais assertividade em seus próprios canais para atração de novos leads e depois direcionar estes leads para os lovers.


Neste caso, os indicadores que precisam ser acompanhados são:

volume de leads gerado e taxa de conversão em vendas de cada lover.


2. DA EMPRESA COM O LOVER


Se sua empresa preza pela transparência e faz um bom trabalho de engajamento, os lovers estarão sempre dispostos a trabalhar em conjunto para criação de novas estratégias.


Os lovers que são ativos recorrentes são os mais indicados para isto.


Um bom momento para utilizar esta estratégia, por exemplo, é quando o lover quer organizar um evento próprio para divulgar sua marca ou ainda quando ele possui algum serviço para prestar com o produto recomendado (exemplo: pintores que recomendam tintas e prestam serviço usando o produto). Então, nada mais justo do que desenhar junto com ele a estratégia para abordagem de um cliente ou a forma como irão comunicar o produto.


3. ATRAVÉS DO LOVER


O lover é quem leva sua empresa para os prospects e clientes. Então para que ele faça isso de maneira segura e eficiente, sua empresa precisa criar uma mensagem base e entregar para a comunidade de lovers.


Mas o que funciona bastante aqui, é quando a empresa estimula a personalização da comunicação, pois assim o lover põe "a cara" dele no material.


Sugiro que ao invés da empresa enviar um pdf fechado para o canal de lovers com a apresentação da marca, ela envie o arquivo aberto para que o lover adapte a linguagem, customize com seus dados e adeque o formato de acordo com sua vontade.


Também é muito importante que a empresa ajude os lovers a criarem seus perfis sociais dedicados a empresa. É por ali que eles vão compartilhar as campanhas e promoções, detalhes dos produtos e tudo mais. O fluxo que a comunicação se dá neste caso é da marca para o lover e do lover para o cliente.


Quer acompanhar algum indicador neste sentido? Então fique atento ao número de 'materiais base' produzidos, eventos realizados pelos lovers, número de lovers com perfis sociais dedicados à sua empresa.


INDEPENDENTE DO FORMATO, INVISTA EM CHANNEL MARKETING.


Coloque muita energia nisto, principalmente no início do seu canal People Commerce. Depois, a ideia é que o canal de lovers ganhe autonomia e fique menos dependente, mas o apoio contínuo será fundamental para a uma relação de sucesso.


Parte fundamental do trabalho da empresa é ajudar o lover a crescer o próprio negócio e se desenvolver, por isso é preciso ter um plano estratégico de channel marketing e capacitar os lovers nas melhores práticas de geração de oportunidades.


O Channel Marketing ajudará a manter a comunidade de lovers engajada e capacitada, entregando treinamentos e materiais de suporte sobre produtos, sobre a empresa, sobre campanhas, promoções, concorrência, técnicas de vendas e muito mais.


Cuide sempre do Channel Mkt e garanta uma alta taxa de atividade para seu canal de Lovers.